segunda-feira, 2 de março de 2015

NOTA REUNIÃO

Na tentativa de negociação, hoje estiveram reunidos representantes sindicais, representante da Casa Civil e diretoria do DETRAN-PR. Contudo a diretoria do DETRAN-PR e representante da Casa Civil nos garantiu que nossas reivindicações serão atendidas, no entanto não puderam objetivar datas específicas. Tendo em vista este cenário, os dirigentes sindicais reforçaram que não seria possível convocar uma assembléia sem que tivéssemos uma proposta concreta e com datas. Buscando resolver o conflito o Diretor da Casa Civil se comprometeu pessoalmente em buscar todas as informações necessárias, bem como se dará o andamento no projeto do Quadro Próprio, e também verificar a reposição da demanda reprimida e das ausências, buscando mitigar os possíveis prejuízos que atingiram a sociedade.
Logo a Diretoria do sindicato se comprometeu em convocar uma assembléia, desde que haja uma proposta contundente que se possa apresentar a categoria, assim representante da Casa Civil prometeu se esforçar para nos enviar informações solicitadas até no máximo quarta feira.
Informamos toda a categoria que tendo em vista a insuficiência na negociação não podemos convocar uma assembléia, sendo assim a greve continua e todas as ações praticadas permanecem. Pedimos então que a categoria permaneça unida mais forte do que nunca, intensificando as mobilizações.
DIRETORIA SISDEP

domingo, 1 de março de 2015

A GREVE CONTINUA


O SISDEP informa que não foi oficialmente notificado de decisão judicial, mas já acionou o jurídico para medidas cabíveis, enquanto não conhecer na integra o documento as atividades já programadas permanecem.

Segundo informações publicadas no site do DETRAN-PR há determinação judicial impetrada pelo DETRAN e Governador Beto Richa, repudiamos esta ação que fere a garantia do direito constitucional de greve, bem como direito de ir e vir, previsto inclusive pela OIT.

A deflagração de greve retrata a falta de cumprimento de acordo do governo, bem como instabilidade a qual os servidores foram submetidos nos últimos dias, certos com a legitimidade do movimento grevista, uma vez que o pleito ainda é o mesmo ora julgado como legal, o SISDEP tomará as medidas cabíveis e não medirá esforços para garantir o direito de greve dos trabalhadores do DETRAN.

A direção do sindicato lembra que esta decisão pode prejudicar o atendimento em algumas CIRETRAN onde há 100 de adesão, pois, os servidores estarão proibidos de acessar as dependências.

Lamentamos a decisão do TJ-PR, ao proibir o acesso as dependências do órgão por servidores grevistas, decisão esta embasada em falsas alegações de que em Foz do Iguaçu, Maringá, Londrina e Curitiba, servidores grevistas teriam proibido o acesso de usuários e outros servidores que não aderiram ao movimento. Em algumas unidades, nos primeiros dias de greve as mesmas foram fechadas por determinação de chefias locais, designadas pela diretoria geral do DETRAN-PR, essas chefias e outros servidores que não aderiram ao movimento deveriam atender normalmente a população, uma vez que não participam do movimento.

Esses servidores registraram ponto e se negaram a dar o devido atendimento, caracterizando assim ato de improbidade administrativa, atentando contra os princípios que norteiam a administração pública e deverão responder por seus atos negligentes.

Informamos que a mobilização continua e que nenhum procedimento teve alteração, até que seja informado pelos meios decomunicação do sindicato.

DIRETORIA EXECUTIVA.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

SERVIDOR DO DETRAN-PR TIVERAM DESCONTOS DAS AUSENCIAS NOS DIAS DE GREVE

Na noite desta quinta feira (26) servidores do DETRAN-PR ficaram indignados ao consultarem seus contracheques, pois o governo descontou os dias em que os servidores participaram do movimento paredista, movimento este legítimo, o qual iniciou em 15 de dezembro de 2014 ficando suspenso até dia 18/02/2015.
De acordo com informações da Direção do Órgão serão descontado dois dias no pagamento de fevereiro e outros três no pagamento de março, o SISDEP tentou negociar estes dias, mas não logramos êxito neste pleito.
Nossa assessoria jurídica adotou as medidas cabíveis com o intuito de reverter esta situação.
Servidores, é importante manter a união, A GREVE CONTINUA, nossos direitos continuam sendo ameaçados.

DIRETORIA SISDEP

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

SISDEP PARTICIPOU DA MARCHA COM EDUCADORES

Parabenizamos os servidores da educação pela passeata realizada na quarta feira (25) pela manha, ato histórico para o funcionalismo deste estado, ficou evidente a participação e apoio de diversas categorias.
Tínhamos a previsão de que o número de participantes comportaria em um único sentido na Avenida Candido de Abreu, porém durante a passeata necessitamos realizar alterações na programação e desviar o trafego de veículos dos dois sentidos, com isso podemos afirmar que o número de participantes foi superior a 50 mil pessoas.
Foi com muito orgulho que auxiliamos no deslocamento no trânsito, ao mesmo tempo foi possível manifestar e zelar pela segurança e integridade física dos participantes no trânsito
Percebemos o apoio e atenção de toda a população, enfim agradecemos a todos os envolvidos n o manifesto, principalmente aos policiais militares que exerceram seu papel quanto a fiscalização, orientação e advertência.
O SISDEP apóia o movimento de greve dos servidores da educação, entendemos que é suma importância que seja atendida em sua integralidade a pauta de reivindicações, e com isso a população seja atendida, principalmente nossas crianças possam voltar para a sala de aula.
Evidenciamos que esta entidade sindical não esta usurpando ou mesmo aproveitando-se de movimentos de outros sindicatos, estamos sim apoiando as reivindicações coletivas dos servidores do estado, porem nossa greve se arrasta desde dezembro de 2014, a qual foi suspensa no ano passado com prazo determinado para retomada. Oficializamos o governo solicitando agendamento de reunião, com o intuito de restabelecer negociação, e minimizar qualquer conflito ou prejuízo causado a população.
DIRETORIA SISDEP


OCUPAÇÃO PACÍFICA NO POSTO DO DETRAN EM MARINGA

Na manhã da quarta feira (25), houve um grande ato pacífico nas principais avenidas da cidade de Maringá, reunindo aproximadamente 6 mil pessoas, em defesa da garantia de diretos dos servidores públicos do estado do Paraná e em favor da educação pública, gratuita e de qualidade. Nessa manifestação uniram-se servidores e professores de instituições públicas e alunos da Universidade Estadual de Maringá, os quais realizaram uma ocupação pacífica do Posto Central do DETRAN de Maringá, demonstrando a unificação das diferentes categorias na luta pela garantia dos direitos adquiridos, e resistência aos atos fraudulentos e desrespeitosos do Governo do Estado do Paraná.
As pessoas em todo o estado não entendem o elevado número de cargos em comissão nomeados no Detran-PR, sendo que haviam 232 na semana passada e nesta semana foram nomeados mais 97 cargos, totalizando 329 cargos em comissão. Com base no ano de 2014, estimamos que o governo pretende nomear para o Detran-PR mais de 100 cargos, isso fragiliza a segurança dos procedimentos do Detran, e pior, incorrem em ilegalidade ao designar os mesmos para executarem atividades técnicas.
É importante evidenciar a população que a nomeação de cargos em comissão NÃO é a melhor opção para a estrutura do órgão, lembrando que estas pessoas são indicadas por políticos, e infelizmente enquanto um servidor concursado possui vencimentos líquidos que chegam em média a menos de 2.000,00 estes cargos nomeados por indicação política recebem mensalmente R$ mais de R$2.500,00

“ Outro fator é o alto valor gasto em diárias para deslocar servidores para unidades do interior, isto está ocorrendo nestes dias de greve, porém não é um fato inédito.”

Após a ocupação, registramos imagens que garantem que as dependências do Posto Central do DETRAN de Maringá foram devidamente resguardadas, nenhum equipamento fora danificado e não houve nenhum prejuízo físico ao local.
Cabe lembrar, que em nenhum momento dessa ocupação, funcionários que não aderiram a greve foram ameaçados ou coagidos pelos funcionários públicos que exerciam legal e legitimamente seu direito de manifestar sobre as ações nefastas do Governo Estadual e da Diretoria do DETRAN –PR.
A ocupação do Posto Central do DETRAN foi um movimento legítimo de manifestação grevista.Os 30% dos serviços essenciais continuam sendo realizados na 13ª CIRETRAN de Maringá, local que não fora ocupado pela manifestação grevista nesta manhã. Dessa maneira, não existe descumprimento dos compromissos assumidos pelo movimento grevista na cidade de Maringá.
A seguir, algumas fotos que registram o momento da ocupação do referido Posto.
"A nossa luta unificou! É estudante, servidor e professor!" - canto entoado pelo movimento grevista em Maringá.
Agradecemos os companheiros da Universidade Estadual de Maringá (representados pelo SINTEEMAR e pelo SESDUEM), servidores e professores de escolas públicas estaduais desse município (representados pela APP Sindicato) e estudantes da Universidade Estadual de Maringá (representados pelo DCE UEM)


DIRETORIA SISDEP





quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

A LUTA CONTINUA

O SISDEP vem informar à população, que esta adotando diversas ações estratégicas, com o objetivo de conseguir o atendimento da pauta de reivindicações da categoria. No dia 24/02/2015, a diretoria do Sindicato reuniu-se com diversos deputados, visando mitigar possíveis duvidas quanto à principal reivindicação da categoria, que trata da criação do quadro próprio dos servidores da autarquia.
Salientamos aos deputados que a criação do quadro próprio não gera impacto financeiro para o caixa do estado, pois este é o principal empecilho para atendimentos de reivindicações neste momento. Alguns deputados se surpreenderam com a morosidade que o processo teve nos últimos dois anos, tento em vista que todas as solicitações de alterações no projeto foram realizadas pela comissão de estudo, conforme indicado pelas secretárias e departamentos responsáveis pela análise, que antecedem o encaminhamento da mensagem a assembléia legislativa.
Durante as conversas, percebemos que o anteprojeto pode ser facilmente aprovado, demandando apenas tramites burocráticos.
No dia de hoje e nos próximos dias, continuaremos trabalhando com outros deputados e pessoas ligadas ao governo, que possam dar celeridade a este processo. Foi protocolado pedido de reunião com o secretário chefe da casa civil, com o objetivo de avançarmos nas negociações, entretanto estamos aguardando agendamento.
Quanto à pauta coletiva, os itens estão sendo tratados pelos Coordenadores do FES. Houve reunião na data de hoje entre SEAP e FES onde cada sindicato poderia indicar um representante. O SISDEP está representado e assim que possível divulgara mais informações.
A categoria continua com o movimento grevista por tempo indeterminado, e está dispondo de todos os esforços possíveis para que tenha suas reivindicações atendidas.
Agradecemos a compreensão de toda população que tem nos apoiado constantemente, pois sabe que nossa luta é em prol de melhorias que se estendem para toda sociedade.


DIRETORIA SISDEP

AGRADECIMENTO PELO APOIO AO MOVIMENTO GREVISTA

O SISDEP, na qualidade de representante sindical dos servidores do DETRAN-PR, agradece o apoio irrestrito ao movimento grevista.

Orientamos para que em qualquer situação onde haja coação, ou situação que fira nossos direitos legais constitucionalmente adquiridos, tais como: impedimento de circulação no local de trabalho, coação, tentativa de agressão, entre outros, deverão informar de imediato a Diretoria do Sindicato bem como registrar Boletim de Ocorrência, o qual deverá ser digitalizado e enviado para o seguinte email: ‘sindicatodetranparana@gmail.com’.

O SISDEP deixa a disposição os contatos dos membros da Diretoria, bem como do comando de greve, para que os companheiros que estiverem ou vier a se encontrar numa dessas situações acima mencionadas, para demais orientações, caso necessárias:

Diretoria:

Adão Gilberto: 45-9967 8959

Silvia Penerotti: 43-9819 1516

Arnaldo Menon: 42-9958-0216

Dênis Barua: 45-9992-9319

Felipe Sauer (Guarapuava): 42-9952-0669

Comando de Greve:

Paulo: 44-9946-8808

Claudio: 42-9968-3677

Raul Sergio: 44-9978-0041

O SISDEP não tolera qualquer tipo de violência, sendo essa a razão pela qual REPUDIAMOS a agressão desferida por servidores deslocados para apoio operacional a pedido da Diretoria Geral do Detran na 16º CIRETRAN de Foz do Iguaçu, contra o companheiro Denis Barua, lamentamos profundamente o ocorrido.

Pedimos que não usem de intimidação e ameaças para convencer os 20% de servidores estatutários que não aderiram ao movimento grevista. Usem do diálogo, como sempre temos feito ao longo dos últimos anos.

Esclarecemos que Por Lei, os grevistas devem manter 30% do efetivo em serviço e cumprir a lista de serviços essenciais, no entanto, nas CIRETRAN´s onde houver servidores estatutários trabalhando em número suficiente, estes funcionários deverão atender os serviços essenciais sob pena de responder processo administrativo por não cumprimento da função.

Assim, o SISDEP respeitará a Legislação e nas cidades onde houver adesão ao movimento grevista em 100%, orienta os grevistas a manter os serviços essenciais, conforme definido em Assembleia Geral.

Em nome de todos os servidores agradecemos, pois não seriamos capazes de travar essa luta histórica sem o incrível apoio moral que recebemos de nossos muitos aliados, inclusive do Sindicato e respectivos integrantes.

SISDEP

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

A POPULAÇÃO APOIA NOSSA CAUSA

O SISDEP vem esclarecer para a população a manifestação que ocorreu no dia 23/02/2015 na sede do DETRAN/PR, bairro do Tarumã. Diferentemente do informado pelo DETRAN em sua infeliz publicação, cerca de 60 servidores da autarquia de Curitiba e demais CIRETRAN’s do Estado com apoio da APP SINDICATO participaram do manifesto na sede, totalizando mais de 100 manifestantes. Declaramos que tendo em vista participarmos de uma greve geral do estado, a unificação dos sindicatos tornou-se inevitável, unindo diversas categorias, sendo assim participamos da maioria das manifestações em unidade com a APP bem como demais sindicatos, o que já ocorre em vários municípios do interior onde pode ser melhor observado, portanto fomos mais uma vez agraciados com a participação de nossos colegas no manifesto, agregando assim um raro valor, o qual foi destaque mais uma vez na mídia nacional.

Realizamos a triagem dos serviços essenciais definidos em assembléia geral extraordinária da categoria. Especialmente referente aos exames práticos de direção veicular, todos os candidatos que tinham seu processo com vencimento nos próximos 30 dias foram atendidos. Vale lembrar que a manifestação foi pacífica com grande apoio da população.

Nosso objetivo foi chamar a atenção das autoridades competentes e da população, para a necessidade da reestruturação da carreira dos funcionários da autarquia, e evidenciar para sociedade a indignação de todos os servidores perante o pacote de medidas nefastas que o governo tenta aprovar, mesmo diante da clara desaprovação popular.

Dizer que esta entidade sindical manipulou outra categoria para “causar problemas à população”, sugere que os servidores não têm inteligência para discernir sobre suas demandas particulares, para com as reivindicações coletivas. Lamentável este posicionamento desrespeitoso e desonesto em relação aos servidores públicos do Paraná.

Com mais mentiras a diretoria do DETRAN deturpa as informações sobre adesão dos servidores no movimento grevista que já passa de 85% dos funcionários, e continua aumentando na medida em que toda sociedade conscientiza-se da necessidade de justiça por parte de nossos governantes. Diz também que “os grevistas tem ameaçados outros servidores”, sendo que na verdade houve episódios onde funcionários comissionados fecharam CIRETRANS na tentativa de deslegitimar o movimento. O sindicato solicitou aos servidores o registro de boletim de ocorrência e já esta adotando as medidas judiciais cabíveis para com esta atitude arbitrária.

Esta tentativa desesperada do governo em enfraquecer o movimento, demonstra toda insatisfação de nossa categoria que neste momento tenta apenas proteger direitos adquiridos a muito tempo, e exige o cumprimento da legislação. Isto fica mais explicito nas tentativas de retaliação aos servidores por meio de substituição dos instrutores dos cursos de reciclagem, que em nenhum momento se descomprometeram em ministrar os cursos, uma vez que este faz parte dos serviços essenciais a serem mantidos.

Ainda sobre a trágica publicação no que diz respeito a atendimento da área de veículos, a afirmação de que 85% dos serviços são feitos por despachantes já demonstra a completa inércia do governo que de forma covarde sucateia a estrutura do órgão obrigando a população a procurar esta alternativa que onera ainda mais os custos dos serviços prestados. Serviços estes que deveriam por obrigação serem fornecidos com toda qualidade pelo órgão sem a utilização de intermediários. Lembrado que os despachantes são parceiros essenciais para o atendimento da população, entretanto não podem ser a fonte principal de atendimento.

Ademais agradecemos toda a população que tem nos apoiado a continuar com as manifestações, para construção de uma sociedade mais igualitária e justa. Lembrando que temos recebido apoio de pessoas dos mais diversos estados diante da repercussão nacional que nosso movimento tem adquirido. Isso nos da mais força, mais energia e muito mais coragem para continuar lutando por aquilo que acreditamos.

Diretoria SISDEP

GOVERNO REMANEJA INSTRUTORES EM PLENA CRISE FINANCEIRA E AUMENTA GASTOS COM DIÁRIA

Sexta feira (20) Diretores do SISDEP estiveram na sede do Detran Paraná, exigiram informações sobre o motivo do cancelamento dos cursos de reciclagem, pois segundo notícia divulgada no site do departamento no dia (19), dos 30 cursos de reciclagem para condutores infratores agendados três seriam cancelados, nas cidades de Campo Mourão, Irati e Cianorte.
O Diretor Jurídico do SISDEP Arnaldo Menon cuidou pessoalmente desta situação, visto que um dos cursos seria ministrado por ele. Segundo Arnaldo “por entender que a realização do serviço essencial de devolução de CNH suspensa está condicionada a realização do curso, mesmo em greve, os servidores haviam se comprometido a ministrar.” 
O SISDEP já havia se antecipado e solicitado de sua assessoria jurídica, analise que evidenciava não haver impedimentos quanto a realização do curso por instrutor em greve, pois é inaceitável privar o cidadão de ser atendido quando se trata de um serviço elencado como essencial. 
Enfim a direção do Detran demonstrou divergência nas noticias publicadas, pois na quinta feira (19) divulgaram que dos 30 cursos agendados somente 3 instrutores participavam da greve, porém no dia seguinte (20) em reunião com coordenadores a diretoria teve dificuldades para remanejar o grande número de instrutores em greve, haja visto que alguns dos instrutores elencados para a substituição também estavam em greve, mas devido ao despreparo, a divergência de comunicação interna e enorme falta de funcionários, o órgão que não aceitaria grevistas ministrando o curso acabou incluído alguns servidores em greve que não tinham cursos agendados para realização dos mesmos. 
Medida desnecessária substituir instrutor que reside no município, o qual se comprometeu a honrar com o compromisso assumido, e em meio a crise financeira os gestores decidiram pagar diárias para deslocar instrutores de outras regiões, e para piorar a situação substituíram um servidor lotado na CIRETRAN e deslocaram outro de CIRETRAN vizinha pagando diária, porém este também estava participando do movimento. 
Solicitamos avaliação a nossa assessoria jurídica, dos procedimentos e de documentos encaminhados aos servidores, acreditamos que houve equívocos e irregularidades, não admitiremos retaliação aos servidores que aderiram a greve. 
Tanto o SISDEP quanto os instrutores cumpriram com seus objetivos, mesmo remanejados os instrutores, os cursos ocorreram normalmente e não foram cancelados. 

Diretoria SISDEP

sábado, 21 de fevereiro de 2015

PARTICIPEM DO ATO EM BUSCA DE MELHORIAS NOS SERVIÇOS PÚBLICOS

Convocamos todos os servidores, população e servidores de outras categorias a comparecerem na sede do DETRAN-PR no tarumã, para participar da grande manifestação, será nesta segunda dia 23 de fevereiro, com início as 07:30.
O DETRAN-PR é uma das principais fontes de arrecadação, enquanto seus servidores permanecem em greve agrava a situação do estado, proporcionando enorme preocupação em meio a grande crise financeira. infelizmente não estão investindo na Autarquia o que arrecadam com taxas, enfrentamos o descaso, a falta de comprometimento diante das reivindicações, a falta de pagamento de promoções e progressões, a ilegalidade dos exames práticos que não atendem determinações do CONTRAN.
É lamentável e agravante, pois há 232 Cargos em comissão nomeados, sendo que ainda não foram reconduzidos os chefes e seus assistentes da maior parte das 101 Ciretrans, evidentemente que a soma chega próximo a metade do número de estatutários lotados no órgão.
Vários outros sindicatos já declararam apoio a nossa luta, inclusive de outros estados e Detrans, a maioria não entende como um órgão (DETRAN-PR) com tamanha importância opera com tão poucos servidores efetivos (concursados).
Venha somar-se a luta por melhorias na prestação de serviços, maior qualidade e segurança no trânsito, e principalmente a cobrança de taxas justas!
Após o ato seguiremos para ALEP para unir-se as demais categorias na greve Geral dos Servidores do Estado do Paraná.

Diretoria SISDEP